Responder
Queres juntar-te à Comunidade?

Inicia a tua sessão para continuares

  • 66

    Novas mensagens durante a última hora

  • Obtém uma resposta dentro de minutos

  • 92%

    92% de mensagens obtêm resposta

Accepted Solution

View Original

Problema Resolvido

Ver tópico original
16 set 2018
Por RealFantasPT

RealFantasPT

  • Offline
98%
09 Nível
Progresso

Análise PS4 - Vroom Kaboom

0 Respostas 21 Apresentações Editado 16-09-2018
16 set 2018
Por RealFantasPT

00.png

 

Se procuravam uma aproximação um pouco diferente ao modo tower defense e que metesse veículos pelo meio ou como a sua forma principal (e única) de acção, bem, Vroom Kaboom podia ser o vosso jogo, ainda mais se queriam um híbrido a misturar como disse tower defense com condução, mas também ainda tower rush e ainda elementos de cartas no meio, mas infelizmente apesar de apelativa a ideia toda em execução já ficou outra história.



Têm em VK a possibilidade de jogar com 3 facções em que a única coisa que diverge entre si acaba a ser os veículos que vão poder usar e os cenários em que vão disputar batalhas para defender as vossas. O jogo toma uma perspectiva quase pós-apocalíptica, quase, e vão com estas 3 facções ter a possibilidade de jogar nuns quantos cenários de cada que compõem uma espécie de campanha em que o objectivo acaba a ser dar-vos a possibilidade de ganharem scrap para adquirir novas cartas para a vossa colecção ou mesmo ganharem essas cartas em crates que recebem por boa prestação e vitória nestes cenários. O objectivo não muda e vão enfrentar-se sempre com o mesmo objectivo em confrontos de por exemplo 2vs2 ou 3vs3, em que os jogadores aparte em offline são controlados pelo CPU, sendo o objectivo portanto conseguir destruir as instalações de óleo da base inimiga antes que eles destruam as nossas.

O jogo aqui toma a forma de um sistema de cartas como já devem ter notado pelo que tenho dito e vão poder enviar veículos em direcção à base inimiga para destruir as barreiras dos seus edifícios, e destruir os mesmos pela vitória. O envio dos veículos está confinado a recursos que apanham espalhados pelo cenário no vosso percurso que é sempre a direito, até a certo ponto podem desbloquear cartas de construções para vos gerar destes recursos mas que eu sinceramente não vi nenhum tipo de vantagem e fazê-lo pois mais depressa recolhia recursos para tudo o que precisava sozinho ou a reciclar cartas que não ia usar, pois as mesmas dão-nos o valor do seu custo em recursos de volta, do que a fazer estas construções. Abordando mais concretamente como funciona o gameplay, enquanto jogam vão recebendo um número limitado de rotação de cartas dentro dos decks que constroem no menu da vossa colecção antes irem para a acção do jogo, escolhem a que querem e desde que tenham os recursos necessários podem activá-las, quando as activam podem controlar o veículo que escolheram em direcção à base inimiga ou podem deixar a AI do jogo fazer isso por vocês enquanto ficam a olhar ou activam outras cartas e pronto é isto. Se escolherem fazer o controlo, bem, os veículos não podem mudar de direcção para a contrária e estão sempre em movimento, o nosso controlo passa por os mudar de direcção ou faixa de direcção de maneira a desviarmo-nos de veículos inimigos ou para ir em direcção a recursos, também há veículos com uma de 4 habilidades, íman de recursos, salto, embate e armas, sim, vão haver veículos que têm espingardas de assalto incorporadas a eles por exemplo como autocarros e helicópteros, existem outros como tanques com canhões claro e alguns veículos como bulldozers podem fazer um embate especial para causar danos extra caso queiram destruir veículos inimigos.

Nisto têm nos cenários de campanha além do objectivo principal alguns secundários embora eu não tenho notado grande razão para os fazer além do dizer que se fez, e nem são eles nada de complicado pois na maioria das vezes vão ver-se a ter tudo feito e nem sequer olharam para os mesmos. A grande diversão deste jogo será online certamente mas a chama de interesse por Vroom Kaboom vai morrer rapidamente a meu ver, o jogo em si tem falta de um objectivo real e interessante, na maioria dos tower defense e tower rush games que jogo há sempre um porquê minimamente elaborado para nos dar motivo ao porquê do que acontece estar a acontecer e aqui falta isso, depois o jogo entrega-se por completo na jogabilidade assim que o começam pois não há também nada de mais elaborado para desbloquear, vocês fazem decks de cartas, entram em jogo, activam as cartas, tentam destruir os edifícios do inimigo que são 2, fim da história. Nisto o que muda é a temática de veículos com base na facção que escolhem e os veículos em si na jogabilidade em que os controlam podiam ser engraçados mas são sempre todos lentos no seu movimento, têm uma função de nitro que não lhes dá um impulso de velocidade real e tudo isto torna-os aborrecidos de se controlar em que o único motivo para o fazer será para realmente tentar despachar os confrontos em si a ver se não falham o objectivo, ou se os veículos não são destruídos demasiadas vezes antes de chegar à base inimiga visto que isso vai atrasar a vossa vitória que por si só não será complicada com uma AI relativamente acessível em dificuldade.

Visualmente este jogo até se apresenta bem conseguido em qualidade mas que falha só nos cenários que por vezes são aborrecidos visualmente com falta de mais elementos talvez, ou sentem-se algo genéricos ou simplesmente têm elementos que não fazem sentido como ter uma espécie de elevação que devia servir de rampa para dar um pequeno salto que age como se fosse terreno plano quando passamos por cima dela. A OST também não melhora muito mais o jogo e os comentários do comentador nos confrontos é por vezes uma das melhores coisas no jogo todo embora por vezes não façam grande sentido.

Vroom Kaboom podia ser algo engraçado talvez se tivesse uma AI mais desafiante, cenários mais interessantes visualmente, e em especial se não tivesse uma jogabilidade repetitiva e pouco elaborada com mecânicas de controlo de veículos demasiado aborrecidas para sequer dar vontade real de os controlar durante os confrontos, talvez isto seja o resultado de os devs terem tentado misturar vários géneros ou subgéneros num só jogo em vez de se terem focado no máximo em dois. Temos aqui um jogo de cartas, tower defense, tower rush no meio é de condução também, pá não, não ficou bem conseguido e acaba a ser talvez uma pequena desilusão pois o que vai fazer as pessoas querer o jogo é mesmo o facto de ser uma espécie de híbrido e no fim isso será o seu maior defeito.

Responder
0 Kudos
Resposta
RÓTULOS: Comunidade

Enviar Editar Resposta Cancelar
Enviar Editar Resposta Cancelar